OS RISCOS DE UMA RINOPLASTIA SECUNDÁRIA

Fez uma cirurgia no nariz e não ficou feliz com o resultado? Acredita que foi uma rinoplastia mal sucedida ou quer apenas realizar uma rinoplastia de correção? Nesse caso, a solução é a rinoplastia secundária.

As pessoas que buscam pela rinoplastia são pessoas que sonham em um nariz fino, arrebitado ou até mesmo mais reestruturado. Porém, não podemos deixar de lado que a rinoplastia é um procedimento complexo.

Por isso, é normal que novas intervenções sejam realizadas em busca do melhor resultado possível, e então é nesse momento que surge a rinoplastia secundária.

Esse tipo de cirurgia só pode ser considerada para pessoas que já tiveram seu tempo de recuperação, porém não está feliz com o resultado do procedimento.

No entanto, existem critérios que precisam ser levados em consideração antes de optar pela rinoplastia secundária. Confira!

Rinoplastia secundária serve em quais casos?

Os riscos de uma rinoplastia secundária - Dr. Artur Grinfeld

Você fez sua rinoplastia e o problema funcional ou estético não foi resolvido? Saiba que é normal em alguns casos haver a insatisfação com a primeira cirurgia no nariz.

E é nesse momento que você deve considerar uma segunda rinoplastia.

O procedimento terá como objetivo otimizar a cirurgia do nariz feita em você. Ou seja, essa opção é indicada para melhorar o resultado, tanto estéticamente quanto funcional.

Por que optar por uma segunda rinoplastia?

Antes de tomar essa decisão, leve em consideração alguns motivos, como:

  • Problemas de respiração: se você está sentindo dificuldade de respirar após a cirurgia;
  • Resultado indesejado: está insatisfeita com a aparência obtida na primeira cirurgia de rino

É importante lembrar que a rinoplastia é uma cirurgia complexa e você estará pagando uma segunda vez, quase um valor de novos materiais de construção para sua casa. Por isso, leve em conta a experiência do cirurgião plástico conta muito nessa hora. 

Mas lembre-se, a insatisfação com o resultado, às vezes, não foi um erro médico. Pois a recuperação interna pode se dar de forma diferente do previsto.

Quanto tempo para recorrer a uma rinoplastia secundária?

Os riscos de uma rinoplastia secundária - Dr. Artur Grinfeld

O recomendado para realizar uma segunda rinoplastia é no período de um ano pelo menos, pois assim as estruturas nasais estarão completamente cicatrizadas e recuperadas.

No entanto, é importante lembrar que só após o período de 6 meses do procedimento é que é possível ver um resultado definitivo da cirurgia do nariz. Isto porque:

  • O nariz levará um tempo para desinchar, e esse fator irá influenciar a sua forma;
  • O tempo de recuperação para cada pessoa é diferente, ou seja,quanto mais o cirurgião plástico precisou alterar o seu nariz, maior será o tempo de espera para visualizar o resultado.

Em média, leve em consideração um ano para que esses influenciadores sumam, enquanto isso, junte seu dinheiro em uma conta digital.

O momento de buscar por uma rinoplastia reparadora é só após um ano, pois assim você poderá ver se realmente era aquele resultado que você gostaria.

Caso não seja o resultado esperado, o tempo mínimo aconselhado para buscar uma rinoplastia reparadora é de um ano ou seis meses.

Vale lembrar que muitos especialistas por segurança não irão realizar sua cirurgia secundária antes desse período! 

Os riscos de uma rinoplastia secundária

Os riscos de uma rinoplastia secundária - Dr. Artur Grinfeld

Como já mencionamos anteriormente, a rinoplastia secundária é uma cirurgia mais complexa, se comparada com a primeira.

Isto ocorre devido às estruturas nasais terem passado por alterações anteriormente, sendo assim, acabam ficando mais sensíveis e fragilizadas, isto porque o cirurgião plástico manipulou os tecidos internos de seu nariz.

No entanto, se o médico perceber a necessidade de usar enxertos para modelar o nariz, a alternativa será retirar cartilagem de outras áreas do corpo.

Pois, como já foi usada a cartilagem do septo nasal na primeira cirurgia, o cirurgião em rinoplastia irá selecionar outros locais, como orelhas ou ossos da costela.

Além disso, os tecidos na realização da segunda rinoplastia tendem a estar mais firmes e com fibrose no nariz. Consequentemente, a manipulação cirúrgica é mais complexa.

A complexidade também está relacionada com a quantidade de cirurgias realizadas anteriormente na área. Quanto maior o número de procedimentos realizados, menor será a quantidade de tecido disponível para que o profissional realize o trabalho de forma adequada.

Por isso, a cirurgia secundária será feita com muito cuidado. Pois, a sua pele, a cartilagem e a vascularização dos tecidos já não são as mesmas que da primeira cirurgia.

Gostou do nosso post? Para realização de forma segura do procedimento, procure um profissional capacitado. Agende a sua consulta com o Dr. Artur Grinfeld através dos telefones Feira de Santana (75) 2101.4455 e Salvador (71) 2101.6633.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *