Pólipo Antro-coanal

Pólipo antro-coanal é uma patologia da mucosa nasal do seio maxilar. É importante salientar que, apesar do seu comportamento tumoral, não se trata de um tumor: essa doença tem característica inflamatória.

O diagnóstico é feito pelo otorrino, através da história clínica, do exame otorrinolaringológico e, na maioria dos casos, com o auxílio de exames complementares (videonasofibroscopia e tomografia do nariz e seios da face).

Na história clínica, o paciente apresenta normalmente, ao exame otorrinolaringológico, obstrução nasal, sinusites de repetição e cefaleias na região da face. Conforme o tamanho do pólipo, ele pode ser visualizado através da rinoscopia anterior. Para um diagnóstico mais efetivo e planejamento do tratamento, torna-se imprescindível a realização de uma videonasofibroscopia e uma tomografia computadorizada do nariz e dos seios paranasais.

O tratamento é quase sempre cirúrgico: é necessário remover o pólipo e corrigir a anatomia nasal (desvio de septo, hipertrofia de cornetos, etmoidectomia, etc.).

O pólipo antro-coanal diferencia-se da polipose nasal por se originar no seio maxilar – geralmente unilateral – com crescimento em sentido da região do cavum (região posterior do nariz). Conforme o caso, após a cirurgia, o problema pode não retornar.

Depois da cirurgia, será necessário um acompanhamento clínico rigoroso, pois essa doença poderá recidivar e retornarem os sintomas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.