Otite Média Crônica Simples (OMCS)

A otite média crônica simples caracteriza-se por uma perfuração na membrana timpânica causada por infecção do ouvido médio ou por perfuração traumática não cicatrizada. Essa perfuração residual na membrana identifica o problema.

Se a perfuração for ampla ou se houver comprometimento da cadeia ossicular, os pacientes com O.M.C. simples podem apresentar diminuição da audição. Além do comprometimento auditivo, podem apresentar otorréias eventuais (vazamentos de ouvido), que costumam ocorrer quando o paciente deixa entrar água no ouvido ou como sequela de gripe ou de alguma infecção de vias aéreas (IVAS). Por esse motivo, o paciente com O.M.C. simples deve ser orientado a evitar que entre água no ouvido lesado. Se e quando vazar, deve procurar seu médico.

O diagnóstico pode ser feito facilmente pelo especialista através de um histórico detalhado e uma otoscopia bem feita.

O tratamento – clinico ou cirúrgico – dependerá da conveniência do próprio paciente. Se evitar que entre água em seu ouvido, poderá tratar clinicamente o problema: bastará procurar o médico sempre que ocorrer vazamento. Se, por outro lado, não quiser se preocupar em evitar molhar o ouvido – especialmente em piscinas e praias – poderá recorrer ao tratamento cirúrgico para que sua perfuração seja fechada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.