Cefaléia Rinogênica

A cefaleia rinogênica é, por definição, uma dor de cabeça de causa nasal, localizada na região da face; mais precisamente na região nasal, ao redor dos olhos e frontal. Essa cefaleia costuma ser confundida com sinusite. Por esse motivo, é importante que o diagnóstico correto seja feito, já que o tratamento desta última é bastante diferente da primeira.

Esse não é um problema fácil de diagnosticar: muitas vezes, o paciente passa por diversos especialistas e se submete a inúmeros exames complementares sem que o diagnóstico correto seja feito. Caracteriza-se por uma compressão intra nasal (dentro do nariz), de natureza anatômica, especificamente em uma área localizada entre a parede lateral e o septo nasal.

Esse problema costuma ser causado por grandes desvios de septo ou cornetos médios bulbosos. O diagnóstico pode ser feito através da história clínica e do exame otorrinolaringológico. Exames complementares são frequentemente solicitados para auxiliar no diagnóstico. É nossa conduta de rotina, com relação aos portadores de problemas nasais, solicitar uma videonasofibroscopia para melhor avaliação do nariz.

Depois de feito o diagnóstico, deve-se esclarecer o paciente quanto ao fato de que possuir uma dor de cabeça por compressão nasal não significa que seja essa a única causa de dor de cabeça que o paciente eventualmente tenha. Portanto, se a correção cirúrgica desse tipo de problema for indicada, é preciso que se saiba que uma causa daquela dor será resolvida; mas, se não for essa a única causa da dor de cabeça, ela persistirá depois do procedimento.

Quando o paciente refere incômodo respiratório ou incômodo por dor de cabeça, a cirurgia de correção do desvio e dos cornetos é aconselhada. No entanto, se ele apresentar cefaleia rinogênica sem relatar queixa respiratória ou incômodo por dor de cabeça, então o procedimento cirúrgico é desaconselhado, a não ser que um dia isso venha a se tornar um problema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.