Manometria de Esôfago

Manometria é a medida da pressão de um determinado órgão. No caso do esôfago interessa não só a pressão exercida por sua musculatura, mas também a sequência com que essas contrações ocorrem.

Algumas doenças necessitam diferenciação com a dismotilidade do esôfago como, por exemplo, a doença coronariana (enfarte do miocárdio, angina pectoris), a doença do refluxo gastroesofágico, etc.

Existem três tipos de azia ou pirose retroesternal. O primeiro ocorre por refluxo gastroesofágico: ou seja, por falha na “válvula” que contém o ácido no estômago. Esse tipo é o mais comum; é o que pode ser operado por laparoscopia. Se existir concomitantemente, refazendo-se esta válvula junto com a correção de hérnia hiatal, o paciente poderá ser curado.
O segundo tipo é o que ocorre com a dismotilidade do esôfago. Nesse caso, a operação só irá piorar os sintomas do paciente.

O terceiro tipo ocorre por refluxo do material do estômago quando há uma doença que não permite esvaziar o seu conteúdo. Nesse caso, a operação anti-refluxo deve ser evitada como única intervenção. A doença do estômago também deve ser tratada.

A manometria é realizada pela introdução de uma sonda munida com sensores de pressão e conectada a um aparelho que mede essa pressão. Um computador interpreta a leitura da medicação e de suas sequências. Através de padrões pré-estabelecidos teremos os diferentes diagnósticos. O exame pode ser feito em consultório e é relativamente rápido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.